As sementes da vez: entenda como cada uma pode mudar o seu corpo

A Revista Glamour publicou essa matéria sobre grãos com alto poder nutritivo. Confira abaixo e inclua na sua dieta essas poderosas sementes. Mas, não se esqueça de consultar seu nutricionista!

Linhaça
É bom para… praticamente tudo! Apesar de ser conhecida por diminuir o apetite e estimular o intestino, a linhaça é rica em ômega 4, ômega 6 e gorduras monoinsaturadas. Isso quer dizer que ela é poderosa no combate do mau colesterol e doenças cardiovasculares. E mais: por causa da substância lignana (substância não calórica), ela ainda dá uma maneirada na sua louca TPM e previne o câncer de mama.
À mesa: “O ideal é usar a linhaça triturada, tipo farinha, para o melhor aproveitamento de seu valor nutritivo”, explica Lidiane Barbosa, culinarista funcional. Esfarele em cima de frutas e saladas ou bata em sucos e shakes.

Quinoa
É bom para… fortalecer os músculos e os ossos. Considerado o “alimento perfeito” pela ONU, a quinoa é riquíssima em proteínas e vitaminas do complexo B. Em português claro, é uma superaliada da turma marombeira no pós-treino porque constrói e repara o tecido muscular. Para quem não gosta de leite, mas já se preocupa com a osteoporose, a semente tem uma alta concentração de cálcio.
À mesa: Que tal substituir os carboidratos no prato por ela? Comece trocando o arroz pela quinoa. “Use sua versão em flocos, com farinha, para empanar e assar outros alimentos. Com frango fica uma delícia”, sugere Lidiane.

Semente de abóbora
É bom para…
 quem quer dormir bem. Graças à conversão do amonoácido tripofano em serotonina, as noites de bons sonhos estão garantidas. “Ela ainda seca a barriguinha, já que seu poder anti-inflamatório reduz os níveis de cortisol no sangue, hormônio liberado em situações de estresse, responsável por aumentar a taxa de gordura abdominal”, ensina a nutricionista Helouse Odebrecht.
À mesa: Um punhado das sementes torradas e pouco salgadas (muito sal incha) é o lanche ideal no escritório porque sacia e tem efeito calmante.

Chia
É bom para… 
emagrecer. Em contato com a água, a semente mexicana vira um gel que “incha” o estômago e dá a sensação de saciedade. “Ela também ajuda no controle da glicemia, previne o diabetes e, por conta de sua ação antioxidante, ajuda no combate ao envelhecimento precoce”, diz Paula Galardo, nutricionista da Espaço Nutriente, no Rio de Janeiro.
À mesa: Coloque 10 gramas de chia em meia xícara de água. A mistura vira um gel em meia hora. Tome uma colher de sopa 30 minutos antes das refeições. Outra dica é substituir a farinha de trigo pela farinha de chia ao usar o óleo de chia para temperar saladas.